terça-feira, 25 de novembro de 2014

Game Theory Episódio 17

Hoje o Game Theory fala um pouco de um dos maiores assassinos da História dos games: Taizo Hori, também conhecido como Dig Dug, que usa o peculiar método de encher as vítimas de ar até elas explodirem. Mas isso seria possível na vida real? Hora de descobrir!

Game Theory Ep.017:
Dig Dug: É Possível Estourar um Humano?

Download: Aqui
HD: Aqui

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Breath of Fire Mangá Capítulo 6 (Final)

Fala galera! Antes de mais nada, peço desculpas pelos dias sem atualizações. Esse fim de semana me deu uma baita preguiça e resolvi tirar umas "mini férias" XD. Hoje estamos de volta e decidi acelerar o mangá de Breath of Fire, já que só faltava um capítulo para terminar. Espero que gostem e até o próximo mangá!

Breath of Fire: Ryuu no Senshi
Capítulo Final: Batalha
Download: Aqui

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

SeHa Girls Episódio 7 + um pouco sobre Segagaga

Enfim chegou o episódio 7 de High School SeHa Girls, que tem como convidado especial o grande mascote da Sega: Sonic, o ouriço! Ele e as meninas terão de travar uma grande batalha com o Dr. Eggman, também conhecido como Robotnik, para evitar que ele domine o mundo virtual. Sinceramente o episódio mais foda até agora, pelo puro fator nostalgia. E só pra comentar: que poh@ de título doido é aquele do próximo episódio? lol

High School SeHa Girls
Ep.07: Eggman Vs. Sonic & Sega Hard Girls
Download (HD 1280x720): Aqui
Download (mp4 640x360): Aqui

Agora vamos para o nosso momento curiosidade do dia. Esse anime é obviamente cheio de referências à História da Sega, algumas mais óbvias, como a presença de personagens clássicos e mundos baseados em jogos da empresa, enquanto outras nem tanto, pelo menos para nós, ocidentais. Uma dessas referências mais obscuras é nada menos que o próprio nome da escola que as garotas frequentam, Sehagaga. Esse nome é uma referência a um peculiar jogo lançado pela Sega em 2001 para o Dreamcast, chamado Segagaga.

Capa do jogo:

A capa do jogo não dá pra ter a menor ideia do que se trata, a não ser pelo logo com a fonte da Sega e os dizeres "Sega Simulation", ou "Simulação de Sega". Por mais estranho que pareça, é disso mesmo que o jogo se trata.

 

O jogo é essencialmente um RPG, ambientado em Tóquio no ano de 2025. A Sega, cuja base fica no bairro de Haneda, está em maus lençóis, tendo perdido quase toda a sua clientela e hoje tem apenas 3% do mercado mundial. Tudo isso graças ao surgimento da terrível Dogma Corporation, uma poderosa empresa nova que mudou o cenário mundial.

Se a história parece estranhamente parecida com a realidade, é porque é baseada nela. O jogo foi lançado para o Dreamcast poucos meses depois que a Sega anunciou que ia descontinuar a produção do console, e serviu praticamente como um presente de despedida da empresa para os seus fãs mais dedicados. É a sua chance de, como jogador, encarar os desafios que a Sega vivenciou por tanto tempo e, quem sabe, mudar o destino da empresa, pelo menos na ficção. Para quem não percebeu pela descrição, a Dogma Corporation nada mais é que uma versão fictícia da Sony, que entrou no mercado do nada e mudou completamente a divisão de mercado.


Para conseguir virar o jogo, a Sega coloca em prática o projeto Segagaga, que consiste em colocar a gestão da empresa nas mãos de crianças escolhidas aleatoriamente, para ver se elas, enquanto principal consumidoras, conseguem fazer a empresa produzir o que o público quer. Você assume o controle de uma dessas crianças, um garoto com o nada sutil nome Sega Taro. O jogo se divide em partes de simulação, em que você controla os recursos da empresa, atividades dos funcionários e coisas do tipo, e partes de RPG tradicional, desbravando estúdios de produção como se fossem dungeons, e os inimigos variam de funcionários revoltados a personagens clássicos da Sega que escaparam dos jogos.

Obviamente, o jogo é um festival de fan service pra galera da Sega. Além da tonelada de personagens, uma verdadeira aula de história sobre a empresa e muito bom humor (só pra mencionar um caso bem famoso, Alex Kidd trabalha num bar porque foi demitido da Sega depois que o Sonic chegou), o jogo também é regado a cenas de anime feitas pelo estúdio Toei Animation (sim, o mesmo que produziu inúmeros animes clássicos, como Dragon Ball, Sailor Moon e One Piece). Outro atrativo é que, com o tempo, você realmente começa a produzir jogos. A maioria deles são jogos reais da Sega, como Phantasy Star e Sakura Wars, mas tem alguns que são paródias de jogos de outras empresas, como...



E, claro, você também tem a chance de mudar o triste fim da sua empresa favorita.
Já é um incentivo e tanto para jogar, não?

Infelizmente, porém, nem tudo é perfeito. O jogo nunca foi lançado fora do Japão. Pra começar, o Dreamcast caiu no esquecimento da América muito mais rápido que no Japão (na verdade, a Sega já estava bem mal das pernas por aqui desde a época do Saturn, que no Japão ainda foi relativamente bem-sucedido) e, como dito, o jogo foi lançado depois que a produção do console parou. Além disso, é um título que obviamente não é para todos. Mesmo no Japão, ele só era vendido sob encomenda (depois acabou sendo lançado tradicionalmente nas lojas, porque fez mais sucesso do que a própria Sega esperava). Como resultado, a Sega da América provavelmente decidiu que não valia a pena investir nele, levando em conta que é um jogo com muito texto para traduzir e muitos personagens e nomes envolvidos (como vocês devem saber, a questão de direitos autorais vira uma bagunça nos EUA, porque nem sempre a empresa original é quem acaba lançando a versão americana). Um grupo até começou um projeto de tradução do jogo para o inglês, mas isso já faz uns 7 anos e depois não houve mais notícias. Então, infelizmente, pelo menos por agora, é muito difícil aproveitar esse jogo ao máximo, a menos que se tenha um bom conhecimento de japonês. Mas, pelo menos na minha opinião, é um título de extrema importância, por celebrar o fim de uma fase da Sega e por mostrar que, mesmo nessa situação ruim, a empresa ainda teve o carinho e preocupação com os fãs de desenvolver um produto desses, e ainda tratar o próprio fracasso com tão bom humor. É por essas e outras que a Sega sempre viverá para sempre nos nossos corações! (momento lágrimas)

Confira abaixo a abertura do jogo legendada em português:

Download: Aqui
HD: Aqui

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Top 10 ScrewAttack - Melhores Jogos de Dreamcast

SeHa Girls só deve sair amanhã, por causa do meu trabalho, mas enquanto isso, fiquem com esse vídeo já pra entrar no clima da Sega: um top 10 do ScrewAttack com os melhores jogos do revolucionário Dreamcast. O seu favorito está na lista? Descubra já!

Top 10 ScrewAttack:
Melhores Jogos de Dreamcast

Download: Aqui

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Crítico Nostalgia Episódio 47!

Olha só o que apareceu! O tão pedido e sempre tão vagaroso Crítico Nostalgia! O tema desse episódio é um (não tão) clássico da animação, FernGully: As Aventuras de Zak e Crysta na Floresta Tropical. E o título tosco é só o começo do festival de desastres. O caos é tanto que o Crítico até precisará de uma ajudinha para resenhar esse filme. De quem será?

Crítico Nostalgia Ep.47:
FernGully

Download: Aqui
Alta Qualidade: Aqui 

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Top 40 Filmes Toscos sobre Tubarões!

Demorou, demorou, demorou... mas finalmente saiu! Fiquem com esse vídeo insano aonde o James analisa 40 filmes toscos e escrotos sobre o assassino dos mares: Tubarão!

Top 40 Filmes Toscos sobre Tubarões

Download 640x480: Aqui
HD: Aqui